MÉTODOS

Scrum ou Kanban: Qual escolher?

O Scrum é, assim como o Kanban, uma estrutura de processos que aplica os valores e princípios do Agile e do Lean. Para compará-los, decidi escrever esse breve texto que você lerá em um minuto.

O Scrum diz que você deve ter uma equipe multifuncional, ou seja, uma equipe com todas as competências necessárias para desenvolver uma característica completa.

Deve haver um Scrum Master que é o mestre do framework Scrum com a missão de garantir que o processo da equipe funcione bem, de forma eficaz e de acordo com as regras do Scrum.

Existe também um Product Owner que conhece a visão do produto, se comunica com as partes interessadas e garante que a equipe trabalhe no que é mais valoroso e de maior prioridade.

No Scrum você trabalha através de iterações, ou Sprints, geralmente de 1-4 semanas. Cada Sprint começa com uma reunião de planejamento da Sprint e termina com um incremento do produto potencialmente utilizável. É esperado que o plano permaneça inalterado durante todo o Sprint.

O Kanban tem menos regras. Por exemplo, não há nada sobre papéis ou sobre trabalhar em iterações. O Kanban é mais focado no fluxo contínuo, visualizando o trabalho e otimizando o tempo entre idéias e recursos executáveis.

No Scrum você trabalha em iterações chamadas Sprints. No Kanban há mais um fluxo constante.

Então, qual deles é o melhor, Scrum ou Kanban?

Depende do contexto e das circunstâncias. Preste atenção na história abaixo, você vai entender o que estou querendo dizer.

Alguns anos atrás, eu estava trabalhando como desenvolvedor em uma equipe que utilizava o framework Scrum. O método estava funcionando bem, até chegarmos a um ponto em que estávamos prestes a desenvolver um novo software, para ser exibido em uma respeitada conferência.

Existia um prazo até o software ser criado, testado e entregue, mas o web design freelancer não conseguiu entregar todas as telas, conforme combinado.

Lembro-me da reunião de planejamento da Sprint, onde ninguém conseguia definir o esforço e o trabalho a ser feito, pois não se sabia quem deveria criar as novas telas (um novo web design ou um desenvolvedor do time).

No Scrum, precisamos dar uma previsão do que será feito durante a Sprint e qual o esforço necessário, porém, sem telas prontas e sem perspectivas, não poderíamos dar uma previsão.

Sugeri que devêssemos tentar utilizar um outro método para organizar nosso trabalho, como o Kanban, pois ele poderia lidar com o planejamento just-in-time.

Passamos a utilizar o Kanban, conseguimos um novo web design nos últimos segundos e, por sorte, entregamos o projeto à tempo. O Kanban parecia ter funcionado!

Após o projeto, não tínhamos muito a fazer, a não ser corrigir os pequenos BUGS que apareciam. Então observei que a energia dentro da equipe estava diminuindo drasticamente e que, mesmo pequenas coisas, levavam tempo.

Eu percebi que sem um objetivo, o Kanban não funciona muito bem. Já o Scrum, por outro lado, tem um objetivo embutido em cada Sprint, graças à previsão feita através da reunião de planejamento de Sprint.

Mesmo que o resultado do planejamento seja considerado como uma previsão e não um compromisso, a maioria das equipes tenta tornar realidade essa previsão. Ao mudar de volta para o Scrum, a equipe conseguiu recuperar a energia novamente.

Para resumir, o Kanban funciona muito bem com incertezas, mas precisa de um objetivo, enquanto o Scrum precisa ter certeza suficiente para planejar algumas semanas à frente.

O Kanban também tem uma vantagem contra o Scrum, quando se trata de sobreviver à mudanças. O Kanban não lhe obriga a mudar tanto nos estágios iniciais de sua implementação, diferentemente do Scrum, que em muitas vezes requer uma revolução.

Conclusão

O Kanban não obriga você a mudar sua organização, nem a sua maneira de trabalhar, mas fornece uma estrutura para tornar sua organização funcionando de forma mais eficaz.

Na verdade, você pode implementar mudanças maiores mais tarde, mas se você fizer isso, é porque as falhas em sua organização ou processo atual foram evidenciadas usando o Kanban.

Já o Scrum emerge algumas regras básicas para que uma mudança ocorra, como definição de papéis mandatórios. Buscando também, fornecer uma estrutura para tornar sua organização funcionando de forma mais eficaz.

Meu conselho é não ficar muito religioso sobre a diferença entre Scrum e Kanban.

A maioria das equipes Kanban que eu vejo tem um Scrum Master embutido, porém, ele leva sempre um outro nome (Kanban Master, Agile Coach, Kanban Coaching, etc).

Também é comum ter um Product Owner, reuniões como Daily Standup, Demonstração e Retrospectiva, e termos como “backlog” e “impedimentos”.

Tudo isso é emprestado do Scrum. Na verdade, não existe nenhuma regra ou prática no Kanban que o impeça de se trabalhar em iterações, como no Scrum.

Pelo menos enquanto “trabalhar por iterações” causar uma melhoria contínua em seu trabalho. 😉

Gostou? Então deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos. 🙂
Um grande abraço e até a próxima!

Você pode gostar também

  • jose matias

    Site da’hora, namoral. Todas as minhas duvidas foram tiradas e ainda me acrescentou algumas informacoes que nao faziam ideia que existiam.